Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, destaca que Portugal "um dos primeiros países do mundo" a aprovar um plano nacional para aplicar este documento.

ASSilva

 

O Governo aprovou esta quinta-feira o plano nacional para aplicar o Pacto Global das Migrações, documento internacional adotado em dezembro passado em Marrocos, anunciou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Depois de uma reunião do conselho de ministros, o governante salientou que Portugal é “um dos primeiros países do mundo” a aprovar um plano nacional para aplicar este documento internacional.

Segundo Santos Silva, o plano nacional é um “documento operacional” que engloba um total de 97 medidas, que vão envolver quase todos os ministérios.

in Observador

Vice-presidente do Governo visitou o espaço criado há um mês na Loja do Cidadão no Funchal.

 

Brexit

 

Criado a 17 de Junho, o Balcão do Brexit já tinha atendido até ontem um total de 156 pessoas, grande parte presencialmente, uma vez que o espaço criado para auxiliar os emigrantes portugueses no Reino Unido está situado na Loja do Cidadão no Funchal.

Esta tarde, o vice-presidente do Governo Regional visitou o local para dar conta dos primeiros resultados deste projecto que cumpre uma promessa do presidente do Executivo, Miguel Albuquerque.

Para Pedro Calado, que tem a tutela da Loja do Cidadão este espaço tem demonstrado ser um importante meio onde os cidadãos tratam dos diversos assuntos, e agora mais ainda com a instalação de um balcão, também há cerca de um mês, da Águas e Resíduos da Madeira, que já atendeu mais de 300 pessoas.

Na Loja do Cidadão também foram melhoradas as condições de trabalho dos cerca de 150 colaboradores que atendem por dia, em média, mais de 3 mil pessoas e 750 mil atendimentos por ano.

Pedro Calado aproveitou para garantir que, caso haja aumento da procura neste período de férias o Balcão do Brexit poderá ser reforçado com mais uma pessoa para atendimento presencial, além da que já é feita por telefone ou online.

 

In dnoticias

O Rancho Folclórico da Casa Social da Madeira de Pretória (África do Sul) visitou a Secretaria Regional de Educação, ao início da tarde desta sexta-feira. Para além da apresentação formal de cumprimentos ao secretário regional, Jorge Carvalho, que tutela a pasta das Comunidades, o grupo presenteou dezenas de pessoas, entre as quais muitos turistas, com uma actuação de cerca de 20 minutos.

Pretoria

 

 

O secretário regional agradeceu a visita e destacou a importância daquela instituição que completará 37 anos de actividade no próximo dia 15 de agosto. “Temos orgulho e sentimos gratidão por todo o trabalho desenvolvido por esta instituição, mantendo vivas as tradições e cultura madeirenses num país tão distante como a África do Sul”, frisou Jorge Carvalho.

Para assinalar esta visita à Madeira, Jorge Carvalho ofereceu à presidente do Grupo Folclórico, Maria Inês Balanco, uma medalha comemorativa dos 600 anos do Descobrimento da Madeira e do Porto Santo.

Nesta sua terceira deslocação à Madeira, que contou com o apoio da Casa da Madeira de Joanesburgo e do Centro das Comunidades Madeirenses e Migrações, o Grupo Folclórico apresentou-se com cerca de 40 elementos, grande parte deles jovens que nunca haviam visitado a ilha, e actuou em diversos concelhos durante as duas semanas de estadia.

in dnoticias.pt

 

O Correio da Venezuela, jornal da comunidade portuguesa cuja estrutura acionista a Empresa Diário de Notícias (EDN) tem participação uma das três entidades distinguidas pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, que iniciou ontem uma visita de três dias à Venezuela, tendo participado numa receção que assinala o Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas.
Ao longo dos três dias em território venezuelano, José Luís Carneiro deverá passar por Caracas, Valência e Maracay, cidades com presença elevada de emigrantes madeirenses
portugueses e lusodescendentes. Ontem de manhã, o secretário de Estado visitou a Consulta Médica à comunidade portuguesa em Los Teques (onde se estima que estejam radicados cerca de 30 mil madeirenses) -fruto de uma iniciativa implementada pelo movimento associativo luso-venezuelano e que conta com apoio financeiro do Estado português , o lar Padre Joaquim.
Ferreira, e o consulado-geral de Portugal em Caracas.
Na parte da tarde, o representante reuniu-se com cônsules honorários, conselheiros das comunidades portuguesas e dirigentes associativos na residência oficial do embaixador de
Portugal, em Caracas.
O mesmo local foi palco, mais tarde, de uma receção à comunidade portuguesa por ocasião do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em que o secretário de
Estado distinguiu, através da atribuição da Medalha de Mérito, o Correio da Venezuela, o jornalista Felipe Gouveia e o padre Alexandre Mendonça três entidades com um denominador comum: o vínculo à Madeira.

Fundada em 1999, o Correio da Venezuela é o órgão de comunicação por excelência da comunidade luso-venezuelana, sendo distribuído por todo o território, embora actualmente esteja apenas disponível na versão online devido à crise do papel que praticamente suspendeu a impressão de jornais. "Histórias num país que não é melhor, nem pior, mas diferente"
Aleixo Vieira, diretor do Correio da Venezuela, considera a distinção um justo reconhecimento a todos os jornalistas que trabalham diariamente para manter a comunidade informada. "É um prémio que temos de partilhar com o DIARIO, que é o nosso parceiro, assim como também com todos aqueles que impulsionaram o título desde a sua fundação, como os jornalistas Catanho Fernandes, Agostinho Silva, Délia Menezes ou o próprio Felipe Gouveia que também
passou pelo nosso jornal", afirmou Aleixo Vieira em declarações ao DIARIO
A atribuição da Medalha de Mérito representa um estímulo para manter a batalha informativa num país que atravessa um impasse político e uma crise humanitária, social e económica. "Vamos continuar na luta ao lado das comunidades a fazer histórias sobre o que se faz de bom
num país que não é pior, nem melhor, é apenas diferente", prometeu o director do Correio da Venezuela.
Natural da Madeira, Felipe Gouveia, correspondente da Agência Lusa, é outro dos agraciados. Fez-se jornalista na redação do DIÁRIO e partiu para Caracas. Foi um dos co-fundadores do Correio da Venezuela, sendo atualmente correspondente da Agência Lusa.
A terceira medalha de mérito foi entregue ao padre Alexandre de Sousa Mendonça, também com vinculo à Madeira. Emigrou aos 12 anos de idade para a Venezuela onde se radicou durante mais de 50 anos, somando três décadas de sacerdócio, assumindo o cargo de capelão da missão Católica Portuguesa em Caracas.
Esta é a sétima ida de José Luís Carneiro ao país, sendo que cinco das anteriores incluíram contacto direto com a comunidade e mais recente, no mês passado, aconteceu no âmbito do Grupo de Contacto Internacional para a Venezuela.

Hoje, o Secretário de Estado estará em Valência onde, à semelhança do primeiro dia, irá visitar o Consulado-geral, clínicas e associações e reunir-se com Cônsules Honorários, Conselheiros das Comunidades e dirigentes associativos locais e Maracay.

In «DIÁRIO»

Fórum Madeira Global 2019 - «A participação Política das Comunidades» - Inscrições em: https://bit.ly/2JZiL60